segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Nuvens, espaços azuis, pérolas no fundo do mar. Clack!

Quando a saudade aperta eu assisto a esse video, palavras doces me vêem a cabeça...
Como gosto dessas crianças! A profissão é um lado feliz meu e me sinto valorizada pela minoria, e hoje isso basta.


video

Saiu cortado o video, porque tive que diminuir.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Ei, você que me vê passar
As palavras me acompanham, andam juntas;
nuas, cruas, sem espaço , sem lugar
Não sei , não sei, Por onde tenho andado
Que direção é essa que me leva a lugares perdidos
Palavras amontoadas...
Não, eu sei, não é um mal
perder-se é buscar um quê
um quê de não estar aqui,
de estar em outra ou deslogado
Onde me enterrei por tantos anos?
Perder para encontrar alguma coisa dentro
De alguém ,de algum lugar
Ei, você que me olha, pode me sentir?
Por entre histórias, por entre percursos
Nunca antes tinha encontrado
para que tanta dor, tanto amor?
Tudo arremessado.
E no fim, ninguém sabe
Que sentimento nascerá do quê.
o que foi lançado?